Setembro 30, 2022

Agricultura Internacional

Imprensa especializada do setor agrário

FSC celebra a sua presença na Península Ibérica

3 min read

A gestão florestal responsável promovida pelo Forest Stewardship Council® (FSC®) cumpre 15 anos em Portugal e 20 anos em Espanha.

2022 é o ano em que o FSC Portugal e o FSC Espanha cumprem 15 e 20 anos de existência, respetivamente. Os países ibéricos têm feito um percurso notável no que toca à certificação FSC, contando já com quase 1 milhão de hectares de floresta certificada (543.924 ha em Portugal e 495.430 ha em Espanha). Porém, ainda há muito a fazer pela gestão responsável da floresta nestes dois países.

Em Portugal cerca de 90% da área florestal, que ocupa 36% do território (3,4 milhões de hectares), encontra-se em regime de propriedade privada e em Espanha esta percentagem é de 70% de uma área florestal que ocupa 52% do território (26 milhões de hectares). Assim sendo, a responsabilidade de gestão e de conservação das florestas da Península Ibérica, recai sobre os proprietários, maioritariamente privados e de pequena dimensão, sendo essencial o seu envolvimento no processo de certificação.

“A sociedade está cada vez mais consciente sobre a importância da floresta, mas ainda não reconhece a responsabilidade que os proprietários florestais têm na gestão e proteção das florestas. Estas geram riqueza e emprego para as populações locais e para o país, promovendo o desenvolvimento rural. Por esta razão, no FSC promovemos a adesão dos pequenos proprietários aos grupos de certificação florestal, pois esta é uma forma de potenciar uma gestão profissional, aliada à valorização dos recursos naturais.”, afirma Joana Faria, Secretária Executiva do FSC Portugal.

“Desta forma, gera-se também um mercado de produtos sustentáveis, do qual participam organizações que estimulam e promovem o consumo consciente da sociedade. Na Península Ibérica mais de 2000 organizações possuem Certificação FSC de Cadeia de Custódia, contribuindo para que o mercado possa ser um incentivo para uma melhor gestão florestal, beneficiando os proprietários e as empresas, mas acima de tudo criando um impacto direto na proteção e gestão responsável das nossas florestas.”, refere Gonzalo Anguita, Diretor Executivo do FSC Espanha.

O FSC pretende continuar a crescer em Portugal e em Espanha, através da promoção de uma gestão florestal responsável na Península Ibérica. Esta é também uma forma de tornar os nossos territórios mais resilientes, de maneira que se adaptem às alterações climáticas. As florestas mediterrânicas estão mais expostas às alterações resultantes do aquecimento global, sendo os seus ecossistemas um dos mais vulneráveis e afetados pela aridez, aumento de períodos de seca e risco de incêndio.

Aproveitando este momento de celebração em Portugal e Espanha, a certificação FSC pretende demonstrar o impacto positivo que a gestão das florestas tem ao nível da conservação da biodiversidade e do solo, na regulação das bacias hidrográficas, e no armazenamento e sequestro de carbono levando adiante a nossa missão de ter “Florestas para Todos para Sempre”.

Translate »