Maio 25, 2024

Agricultura Internacional

Imprensa especializada do Setor Agrário

Prémios de Inovação AGRITECHNICA 2023

Uma medalha de ouro e 17 medalhas de prata – mais de 250 inscrições

A DLG (Sociedade Alemã de Agricultura) anunciou os vencedores do Prémio de Inovações Agritechnica 2023. Neste ano, a renomada premiação internacional do setor de máquinas agrícolas recebeu 251 inscrições. Dessas, 218 foram aprovadas para integrar a lista completa de inovações da feira. A Comissão DLG de inovações concedeu uma medalha de ouro e 17 medalhas de prata.

A medalha de ouro “Innovation Award Agritechnica” é concedida a equipamentos cuja inovação transforme funcionalidades de maneira decisiva e cuja aplicação viabilize uma técnica nova ou melhore substancialmente uma técnica já conhecida. Os fatores decisivos para a concessão de uma medalha de ouro são:

Importância para o uso prático;

Benefícios para a empresa e para a gestão do trabalho;

Melhoria da situação ambiental e energética;

Impactos na simplificação do trabalho e na segurança ocupacional.

O “Innovation Award Agritechnica”  é concedido a produtos já conhecidos que foram aperfeiçoados, exibindo melhorias significativas tanto em sua funcionalidade quanto em seu método de operação. No entanto, o produto não atende aos critérios do “Innovation Award Agritechnica” medalha de ouro. Os fatores decisivos para a concessão de uma são:

Importância para o uso prático;

Benefícios no desempenho profissional e na qualidade do trabalho;

Melhoria na segurança operacional.


MEDALHA DE OURO

Fabricante: New Holland – uma marca da CNH

Pavilhão/Estande: 3 / A48

Produto: Conceito geral da nova colheitadeira de rotor axial duplo CR

Justificativa:

Aperfeiçoar o desempenho técnico de trilha das colheitadeiras está cada vez mais limitado pelo porte, peso e desenho das máquinas. Uma solução seria ampliar a largura do canal de debulha – mas isso aumentaria a largura total da máquina, o que poderia causar problemas de transporte devido às restrições legais sobre a largura de veículos em estradas. O simples alongamento do cilindro de trilha não seria suficiente, pois a eficiência das funções de separação diminui quanto mais longas forem essas partes. Além disso, elevar a potência de propulsão ou aumentar a capacidade das ferramentas de debulha e separação poderiam exceder a carga permitida por eixo.

Todo o conceito da nova colheitadeira de duplo rotor axial CR da New Holland foi projetado para uma máxima densidade de potência, respeitando todas as restrições impostas. O aspecto central da nova colheitadeira CR é a tecnologia de propulsão com o motor alinhado à posição dos rotores. Rotores e acessórios são impulsionados através da correia de alimentação pela caixa de transmissão central com divisão de potência em forma direta ou por eixo cardã. O rotor esquerdo tem função de engrenagem intermediária para o tambor do alimentador. O eixo cardã fica no lado direito do chassi, acima do nível da caixa do rotor. Isso resulta em não haver mecanismos de propulsão nas laterais do chassi (entre a estrutura principal e a suspensão), permitindo ampliar significativamente a sua largura. O espaço agora disponível é aproveitado para alargar o côncavo de debulha aumentando assim o rendimento da colheitadeira. Para remover bloqueios ou entupimentos, um sistema automático, controlado por software, não só executa os movimentos habituais de vaivém para soltar o bloqueio, mas também gira o tensor da correia para o lado esticado da correia do tambor do alimentador, garantindo uma transmissão precisa do movimento rotativo. O sistema de limpeza patenteado também foi ampliado em 13%; o sistema de elevação de grãos foi aprimorado, enquanto um mecanismo de controle auxiliado por sensores mede a pressão dinâmica e, separadamente, a distribuição do material coletado nas partes dianteiras e traseiras da peneira superior. A distribuição desigual de grãos e outros elementos é compensada por sacudidas transversais, de forma que o sistema não apenas garante a distribuição uniforme nas peneiras superiores tanto em terreno nivelado como em declives, mas também pode corrigir, pela primeira vez, o problema de distribuição transversal, típico das colheitadeiras de rotor axial. A tecnologia de debulha e distribuição da palhada é equipada com uma tecnologia de controle monitorada por câmera, o que aumenta a eficiência energética da colheitadeira, mantendo, ao mesmo tempo, a estrutura da máquina praticamente inalterada graças a concepções de otimização de peso.

Com a inovadora colheitadeira CR de rotor axial duplo, a New Holland inaugura uma era de desempenho superior em colheitadeiras com sistema de fluxo longitudinal.


MEDALHAS DE PRATA

Fabricante: STEYR® Traktoren – uma marca da CNH

Pavilhão / Estande:  3 / A48

Equipamento: STEYR Hybrid CVT

Justificativa:

Desenvolver alternativas ao motor a diesel está no topo das prioridades para diminuir as emissões de CO2. Essa iniciativa também é relevante para veículos agrícolas, incluindo tratores, forrageiras e colheitadeiras.

A CNH apresenta o STEYR Hybrid CVT, um conceito híbrido modular para tratores padrão de médio e grande porte. O protótipo baseia-se no modelo de produção da série da categoria básica de 6 cilindros com uma potência de 132 kW (180 cv) e distância entre eixos de 2,79m. Embora a transmissão hidrostática-mecânica (CVT) seja a mesma do original, o motor diesel deste equipamento tem uma potência de 191kW (260 cv) e está instalado em uma parte completamente nova na dianteira com suspensão de molas independente e dois motores elétricos integrados. O gerador é acionado pelo motor diesel através de um sistema gradual de transmissão que passa a energia elétrica produzida de até 75 kW (102 cv) para o motor elétrico. Este converte a energia elétrica em mecânica, que é subsequentemente transmitida em duas etapas às engrenagens do diferencial do eixo dianteiro. O eixo dianteiro também pode ser acionado de forma mecânica através de uma embreagem multidisco clássica. Na parte elétrica, há unidades de armazenamento de energia eletrostática (chamadas SuperCaps), que podem absorver e liberar um grande volume de energia em um curto espaço de tempo, e ainda um resistor de frenagem e uma tomada de alta tensão na parte dianteira e traseira.

Esses componentes e a estrutura paralela híbrida permitem o uso de inúmeras funções novas para tratores. Estas incluem E-Steering, condução variável e controlada do eixo dianteiro, além da chamada E-Boost, ou seja, uma função de impulso elétrico para aceleração rápida durante o transporte. O E-Torque-Filling pode ser usado para equilibrar picos de demanda, enquanto o modo E-Eco permite uma condução diesel-elétrica em baixa rotação; já o modo E-Braking permite a recuperação da energia de frenagem através de um dispositivo de retardamento. Além disso, o E-Torque Vectoring e E-Implement possibilitam funções conhecidas de distribuição variável de torque entre os eixos e o fornecimento de energia elétrica aos implementos.

Com uma propulsão diesel-elétrica do trator Hybrid CVT, a STEYR conseguiu incorporar uma série de funções adicionais à tecnologia de tratores.


Fabricante: New Holland – uma marca da CNH

Pavilhão / Estande:  3 / A48

Em cooperação com:
Monarch Tractor (5 / C26)

Equipamento: T4 Electric Power – Trator utilitário automatizado totalmente elétrico

Justificativa:

Recursos de automação e autonomia proporcionam conforto substancial ao operador durante longas jornadas de trabalho. O redesenho, por vezes radical, de veículos agrícolas visando tecnologias de motorização alternativas – com o intuito de diminuir as emissões de CO2 – acaba facilitando a implementação de melhorias nesta área.

Com o trator T4 Electric Power movido a bateria, a New Holland traz interessantes recursos de autonomia e segurança. Sistemas de câmeras montados no teto da cabine e na parte dianteira do capô proporcionam, entre outras coisas, visibilidade de 360° do trator (acessível no terminal da cabine), detectando implementos para facilitar o engate e desengate automático da TDP e se alguém está demasiado próximo do eixo cardã. Além disso, há funções como o “Route Mode”, em que o trator cumpre instruções de rota para se descolar em um determinado terreno, por exemplo em um pomar. Ou o modo “Invisible Bucket “, que “remove” implementos na tela do terminal da cabine proporcionando uma visão geral melhor e desobstruída durante o trabalho com a carregadora frontal. Muito interessante é o modo “Follow Me” para atividades como a colheita manual de legumes ou a instalação de cercas, em que os operadores têm que subir e descer o tempo todo para fazer o veículo avançar alguns metros. Se o operador ativar o modo “Follow-Me” no terminal do trator e, em seguida, se posicionar na área de reconhecimento frontal para identificação, o trator passará a seguir essa pessoa. Além disso o recurso possui controle por gestos, permitindo que o trator receba instruções de direção através de sinais manuais.

A New Holland incorporou funcionalidades avançadas ao tradicional desempenho de um trator, otimizando a eficiência operacional e elevando os padrões de segurança.


Fabricante: Wilhelm Stoll Maschinenfabrik GmbH

Pavilhão / Estande: 06 / B25

Produto: Carregador frontal telescópico

Justificativa:

Quem nunca enfrentou dificuldades ao usar o carregador frontal? No momento crucial, muitas vezes falta aquele último centímetro de alcance, principalmente nos tratores de médio porte de 4 cilindros destinados a essas tarefas.

O novo carregador telescópico da Stoll vem equipado com uma haste telescópica e uma “articulação ampliável”. No caso de tratores de médio porte de 4 cilindros, a haste telescópica pode ser estendida em 0,7m, o que, em combinação com a articulação ampliável, pode aumentar o alcance horizontal em 1 m e a altura de elevação em até 1,5 m. Isso torna o carregador frontal ideal para o manuseio de fardos redondos e quadrados em propriedades rurais que não têm capacidade suficiente para um carregador telescópico. Mas é adequado para todos os outros tipos de trabalho. O comando eletro-hidráulico do carregador frontal permite visualizar funções de segurança. Elas incluem, por exemplo, o desligamento automático dos cilindros principais se a carga estiver muito pesada e a haste telescópica estiver estendida. A articulação também torna o carregador frontal mais flexível, o que pode contribuir, entre outras coisas, para uma melhor visibilidade durante a condução.

Com a extensão da função telescópica, a Stoll avançou ainda mais a tecnologia de carregadores frontais com grandes benefícios para o uso prático.


Fabricante: New Holland – uma marca da CNH

Pavilhão / Estande:  3 / A48

Equipamento: T7.270 Metano Power (LNG)

Justificativa:

Na agricultura, existem diversas opções para geração de energia própria. Em trabalhos de campo, porém, esse potencial ainda é pouco explorado. Máquinas agrícolas poderiam ser operadas com metano oriundo do biogás, que pode ser usado na forma de GNV (gás natural veicular) ou GNL (gás natural liquefeito). No entanto, a densidade de energia volumétrica do GNV é apenas um quinto da do diesel, o que limita o tempo de operação dos veículos. Já o GNL tem uma densidade de energia muito melhor, e vem sendo utilizado há anos em caminhões no transporte de longa distância. O GNL também poderia ser adequado para tratores de maior porte e colheitadeiras autônomas, entretanto, ele ainda não foi tão discutido neste contexto, em parte devido à dificuldade de integrar os típicos tanques cilíndricos isolados a vácuo no limitado espaço disponível e também por causa da possível formação de grandes quantidades de gás evaporado (boil off) durante longos períodos de inatividade.

Com o T7.270 GNL, a New Holland é o primeiro fabricante a apresentar um trator a gás com tanques de GNL. Graças à tecnologia especial de parede dupla, os tanques isolados a vácuo podem ser adaptados às condições de espaço típicas de tratores, o que, no caso do T7.270, chega a uma capacidade de tanque de 200kg. A New Holland enfrenta o problema de boil-off ao apresentar um “Cryo-Cooler”, que mantém o metano abaixo dos 162°C negativos e, por isso, no estado líquido. A energia necessária para o resfriador elétrico é minúscula e provém de uma bateria que pode ser carregada externamente ou através de um gerador integrado. O boil-off de GNL é utilizado para alimentar o gerador, o que permite que o sistema de arrefecimento funcione de forma autossuficiente.

Com a implementação da tecnologia GNL no T7.270 Methane Power, a New Holland proporciona mais uma opção viável de energia na agricultura, atendendo às duras exigências do setor. É uma oportunidade de utilizar o próprio biogás em forma de GNL como combustível para veículos, o que equilibra o saldo de emissões de CO2.


Fabricante: CLAAS KGaA

Pavilhão / Estande:13 / B25C04

Produto: Controle multidimensional do engate de 3 pontos para tratores

Justificativa:

Tratores modernos utilizam geralmente os braços inferiores para regular a força de tração. Muitas vezes, quando o engate de 3 pontos é elevado ou abaixado, os implementos perdem o alinhamento paralelo ao solo fazendo com que trabalhe em diferentes profundidades nas partes dianteira e traseira.

Para aprimorar esse processo, a Claas agora também incorpora o braço de acoplamento superior hidráulico no engate de 3 pontos. Para determinar a posição, sensores de medição de altura são montados na parte dianteira e traseira do implemento, para transmitir os sinais para os componentes eletrônicos de controle do trator. Através de uma unidade de controle hidráulico adicional, esses sinais podem ser convertidos em uma instrução de controle para o comprimento do braço superior, resultando num ajuste automático da inclinação longitudinal do implemento. Dessa forma, o implemento pode ser mantido paralelo ao solo e, assim, garantir uma qualidade de trabalho uniforme.

Com a integração do braço superior ao controle do sistema de engate de 3 pontos, a Claas melhora essa tecnologia de forma decisiva.


Fabricante: SAPHIR Maschinenbau GmbH

Pavilhão / Estande: 27 / E05

Em cooperação com:

Technische Hochschule Köln, Institut für Bau- und Landmaschinentechnik

(Faculdade de Ciências Aplicadas de Colônia, Instituto de Tecnologia de Máquinas Agrícolas e de Construção)

(Pavilhão 24/A20) e Landwirtschaftliche Rentenbank (Pavilhão 24/D15) seed2soil GmbH & Co. KG (Pavilhão 21, Estande D28)

Equipamento: GrindStar

Justificativa:

Para conservar a água do solo o máximo possível nas primeiras atividades pós-colheita e poder utilizá-la da melhor forma para grãos voluntários, sementes de ervas daninhas ou uma cultura secundária subsequente, a manutenção da palhada deve ser feita o mais raso possível.

O GrindStar da SAPHIR resolve esse problema com rotores de rotação passiva, que trabalham o solo a uma profundidade ultra rasa (até 2 cm). Os rotores têm 75cm de diâmetro, sendo que metade da circunferência com as ferramentas de design oblíquo permanecem em contato constante com o solo. Cada rotor é conduzido em um paralelogramo, o que permite uma adaptação muito mais favorável à superfície do solo na comparação com outros conceitos de manejo ultra-raso. As ferramentas de rotação passiva ajudam a soltar terra fina, a cobrir as sementes voluntárias, revolvem a palhada e preparam os resíduos das culturas para um início rápido do processo de decomposição. Outros conceitos semelhantes (por exemplo, grade) trabalham de forma menos intensa ou mais profunda (grade aradora ou grade niveladora) para soltar os restolhos. O requisito de potência de tração da GrindStar de cerca de 20 kW/m de largura de trabalho, o que é bastante vantajoso para essas operações, está em um nível semelhante ao de uma grade, mas a máquina atinge um grau semelhante à intensidade de processamento  de resíduos conhecida do mulching.

Com isso, o GrindStar reúne as vantagens do mulching e da grade em um aprimoramento fundamental de um processo já bem conhecido. O resultado é uma melhoria significativa com grandes benefícios para a qualidade do trabalho e eficiência econômica na prática.


Fabricante: ALL-IN-ONE GmbH

Pavilhão/stand: 25 / B23

Equipamento: Sulcador giratório

Justificativa:

A cobertura dos flancos, estabilidade, mas também as trocas de gases e evaporação – a cultura da batata é uma atividade para especialistas e as demandas de um sulcador são tão variadas como os solos em que a batata é cultivada. Os bloqueios causados por resíduos de culturas antecedentes e culturas secundárias constituem outro problema nos sistemas tradicionais.

O novo sulcador giratório da All-In-One GmbH oferece a possibilidade de criar sulcos de batata de forma homogênea economizando energia. Graças aos elementos de corte integrados, resíduos de culturas antecedentes e secundárias são triturados eliminando o risco de entupimento, conhecido dos sistemas anteriores. O mecanismo rotativo do sulcador exige pouca potência de tração, reduz consideravelmente o risco de danos durante a marcha à ré, melhorando a operabilidade de forma significativa. Além disso, a forma dos elementos giratórios permite uma ótima modelagem de sulcos com estrutura suficiente para a circulação de ar e água. A redução da superfície de erosão e uma infiltração suficiente são obtidas por meio de pás acopladas aos discos, que proporcionam uma propulsão passiva e, ao mesmo tempo, perfuram o espaço entre os sulcos. Os elementos do sulcador podem ser substituídos individualmente e feitos de material resistente ao desgaste, o que permite uma longa durabilidade.

Com o sulcador giratório, a All-In-One conseguiu evoluir e aprimorar essa tecnologia de forma decisiva.


Fabricante: Zunhammer GmbH

Pavilhão/Estande: 23 / B33

Equipamento: ECO-Duo Vario

Justificativa:

Com o aumento da largura de trabalho das barras de espalhamento cada vez maiores na aplicação de esterco líquido, a fertilização em locais específicos acaba se tornando mais difícil pelo fato de a quantidade de aplicação ser a mesma em toda a extensão da barra.

A novidade é que o sistema “ECO-Duo Vario” da Zunhammer permite que a quantidade de aplicação de cada uma das metades do distribuidor seja controlada de forma independente. Assim, a precisão de fertilizante para uma área específica pode ser o dobro, o que é fundamental para grandes larguras de trabalho. Ao desligar partes da extensão, a quantidade de aplicação nas outras seções da largura não é alterada, uma vez que a velocidade da bomba é ajustada com esse sistema.

O sistema Zunhammer “ECO-Duo Vario” representa assim um avanço decisivo no setor de tecnologia de aplicação de esterco líquido.


Fabricante: AMAZONEN-WERKE H. DREYER SE & Co. KG

Pavilhão / estande: 9 / C30

Equipamento: Curve Control para distribuidor centrífugo

Justificativa:

Especialmente quando se opera em áreas de grande largura, percebe-se o efeito nas curvas em que a velocidade aumenta substancialmente no raio exterior, mas diminui de forma igualmente substancial no interior da curva, o que resulta inevitavelmente em alterações na quantidade de aplicação de fertilizante.

Em tecnologia de pulverizadores, a compensação das curvas, ou seja, o ajuste da quantidade de aplicação em relação a alterações de velocidade, já é um assunto bem conhecido. No entanto, a barra de um pulverizador está localizada logo atrás do ponto de equilíbrio físico da máquina. Assim, para compensar a curva, somente quantidade de aplicação dentro da barra precisa ser ajustada.

Com um distribuidor centrífugo, por outro lado, a distância de alcance é até o dobro da largura de trabalho e o ponto onde o fertilizante cai fica muitos metros atrás da unidade de pulverização, dependendo do tipo de fertilizante e da largura de trabalho. Além disso, a pá de dispersão tem o formato de um rim. Dessa forma, além de ajustar a quantidade dentro da curva, é preciso levar em conta a mudança no modelo de pulverização. Tudo isso requer um conhecimento preciso do funcionamento do distribuidor com diferentes fertilizantes e a respectiva complexidade de implementação em um algoritmo de controle.

O sistema “CurveControl” é o primeiro a adaptar o modelo de aplicação de um distribuidor centrífugo ao realizar uma curva.


Fabricante: CASE IH – uma marca da CNH

Pavilhão/Estande: 3 / A48

Equipamento: Forward Looking Feedrate Control para colheitadeiras axial-flow

Justificativa:

Os sistemas de monitoramento de colheitadeiras só reagem às mudanças nas condições da colheita quando o material já está na plataforma, no alimentador ou no côncavo de debulha, ou quando os sensores localizados na cabine examinam a colheita a partir de um ângulo de incidência desfavorável. Em caso de condições de colheita extremamente variáveis, como a alternância de colheita debulhada ou a existência de lacunas e de ervas daninhas na cultura, isso resulta em uma sobrecarga ou insuficiência elevada da colheitadeira, com diferenças excessivas de velocidade de deslocamento, ou numa sobrecarga ou insuficiência dos elementos de debulha e de separação. Muitas vezes, o sistema de monitoramento é então desativado. Além disso, a tecnologia de sensoriamento da altura da plataforma só detecta terrenos irregulares quando eles já foram tocados pela lâmina do cortador, o que pode causar bloqueios.

O novo sistema “Forward Looking Feedrate Control” da CASE IH, incorpora sensores de radar em hastes dobráveis que se estendem além do cilindro. Os sensores medem a condição, a altura e a densidade da colheita e os valores decorrentes são usados no sistema de monitoramento. Além disso, os sensores medem o perfil do solo e ajudam a melhorar o controle da altura da lâmina de corte usando valores calculados por meio de novos algoritmos para complementar os dados dos sensores do solo.

O aprimoramento patenteado proporciona um funcionamento mais uniforme do alimentador e assegura a condução da plataforma com menos contato com o solo. O resultado geral é um melhor desempenho da colheitadeira e maior segurança operacional e, portanto, mais eficiência.


Fabricante: GRIMME Landmaschinenfabrik GmbH & Co. KG

Pavilhão/Estande: 25 / F10

Equipamento: Separador alternável “ChangeSep”

Justificativa:

Fabricantes de colheitadeiras de tubérculos acopláveis apresentam uma variedade de dispositivos para separação de impurezas, visando uma adaptação otimizada às necessidades específicas de cada operação. No entanto, com o contínuo crescimento da área de cultivo de batatas, observa-se também um aumento nas distâncias entre as propriedades e os campos, trazendo consigo uma maior variabilidade dos solos. Na prática, isso significa que equipamentos de separação menos adequados estão sendo usados em extensões cada vez maior de terra.

O equipamento de separação ChangeSep da Grimme agora possibilita, pela primeira vez, a alternância sem a necessidade de ferramentas entre dois separadores ativos de impurezas em uma colheitadeira. Isso significa que dispositivos de separação podem ser adaptados de forma fácil e rápida às mudanças no solo e nas condições operacionais, bem como aos diferentes métodos de colheita (direta, convencional ou mista). Esse recurso proporciona uma enorme economia de tempo (de conversão) e cria as condições para otimizar o desempenho da área sem sacrificar o tratamento cuidadoso dos tubérculos.

Com a “ChangeSep”, a Grimme combinou dois sistemas existentes em um único equipamento e desenvolveu de forma decisiva a tecnologia de equipamentos de separação, especialmente porque a troca dos separadores pode ser feita com pouco esforço e sem assistência técnica especializada.


Fabricante: Shaktiman GRIMME Root Crop Sol. Pvt. Ltd.

Pavilhão/Estande: 25 / F10

Produto: Arrancador de batatas com “SmartFold”

Justificativa:

Com a crescente mecanização de campos de batata de estrutura pequena em países emergentes e em desenvolvimento, tanto a produtividade quanto a qualidade do trabalho estão se tornando cada vez mais importantes durante a colheita.

Um arrancador de batatas desenvolvido em conjunto pelas empresas Shaktiman e Grimme atende a essas demandas com um novo projeto. Graças a uma correia de peneiração inicial curta e a um mecanismo de dobra hidráulico para a segunda peneira, o ajuste de profundidade das lâminas por meio dos sulcadores ainda pode ser integrado à máquina sem aumentar muito a necessidade de potência de elevação – isso permite que se continue usando tratores menores já existentes. A coleta em profundidade e a maior superfície de peneiração permitem ao arrancador um fluxo de colheita mais adaptado suavizando o revolvimento da terra. Esse método também facilita o trabalho dos selecionadores, devido à forma como os tubérculos ficam expostos no solo compactado – o que reduz, de forma sustentável, as perdas generalizadas devidas às batatas escondidas.

Esse aprimoramento decisivo do já conhecido sistema de colocação em sulco contribui de um modo geral para o aumento da qualidade do trabalho e da produção da lavoura e, portanto, para a segurança alimentar da população de países emergentes e em desenvolvimento.


Fabricante: Maquinaria Bernard Krone GmbH & Co. KG

Sala/stand: 27 / F22

Equipamento: Sistema de afiação sem ajuste manual na forrageira

Justificativa:

Lâminas bem afiadas garantem um corte preciso e reduzem excessos de comprimento. Para reajustar manualmente o sistema de afiação, é necessário realizar uma manutenção na forrageira após 400 a 450 ciclos de afiação. Esta atividade leva de 30 a 45 minutos por ajuste e – segundo a tecnologia vigente – às vezes cerca de três a quatro vezes para cada pedra. Uma parte considerável da pedra de afiação se torna resíduo inutilizável.

Graças ao novo sistema de afiação, o número de ciclos de moagem pode ser aumentado para 2.200 sem uma única operação de manutenção e serviço. O novo design do sistema também garante que toda a pedra seja utilizada. A estrutura encapsulada com o novo ajuste também oferece uma melhor proteção contra efeitos ambientais, especialmente sujeira. Graças a um conceito inovador de fixação para a pedra de afiação, a quantidade de trabalho e o tempo necessário para a substituição são reduzidos em até 70%.

Esse avanço do dispositivo de afiação na forrageira facilita a manutenção, desonerando o operador ou o mecânico. A eficiência da colheitadeira aumenta porque a operação não precisa ser interrompida. O sistema de afiação é totalmente utilizado, o que permite poupar recursos e o ambiente. Além disso, o manuseamento mais simples também beneficia a saúde e a segurança no trabalho.


Fabricante: Fendt AGCO GmbH

Pavilhão/Estande: 20 / B39

Em cooperação com: 

ConGra Victor Klüber und

Fritzmeier Umwelttechnik GmbH & Co.KG (Pavilhão/Estande: 9/D11)

Produto: Regulagem automática de condicionadores no manuseio de forragens

Justificativa:

A qualidade da ração de base afeta diretamente a produção de leite e carne, assim como a estrutura de custos dos criadores de gado. A questão central de um fornecimento homogêneo de nutrientes começa com o tempo de corte e culmina na disponibilização da ração no comedouro. Durante esse processo, é essencial considerar uma série de parâmetros. As pastagens e forragens apresentam uma alta heterogeneidade de matéria seca inicial no momento do corte, o que leva a diferentes graus de secura no momento da colheita. Atingir um desvio máximo de 10% na matéria seca dentro do silo é uma meta raramente alcançada, resultando em variações na acidez do conteúdo armazenado no silo.

O início da cadeia de ensilagem é o corte, onde fatores externos, como o clima e a condição da relva, desempenham um papel tão importante quanto uma tecnologia de corte adaptada.

Com a regulagem automática de condicionamento, a Fendt busca um objetivo claro: manter um teor constante de matéria seca ao longo de todo o corte. Para isso, o desenvolvimento da biomassa é determinado por um mapa com dados de satélite e por um sensor que registra diretamente os dados de rendimento durante a operação. Os dados obtidos são enviados via ISOBUS para o computador de bordo do cortador, que calcula as configurações adequadas e as envia diretamente para o motor elétrico na parte oposta do condicionador. O resultado é uma forragem mais homogênea – tanto dentro de uma parcela como no corte.

No final, o aprimoramento essencial do condicionador beneficia tanto animais como seres humanos. As qualidades homogêneas permitem esperar um melhor desempenho dos animais e o operador da colheitadeira só precisa concentrar sua atenção no processo de corte. As configurações específicas e decisivas do condicionador, por outro lado, são controladas pelo sistema de sensores ou pelo mapa de aplicação. As configurações determinadas pela massa reduzem o consumo de combustível e as perdas por esfarelamento. Esta inteligência artificial alivia o operador, reduz o tempo de preparação e permite um trabalho uniforme e econômico.


Fabricante: LEMKEN GmbH & Co. KG

Pavilhão/Estande: 11 / A43

Em cooperação com:

Track32 B.V.

Produto: iQblue tool monitoring

Justificativa:

Para atingir um elevado grau de autonomia, o monitoramento da qualidade do processo de trabalho é indispensável. Por isso, sistemas de sensoriamento são indispensáveis.

A iQblue tool monitoring permite monitorar a condição de ferramentas enquanto se opera um cultivador, identificando possíveis perdas e desgaste das peças. Com aviso em tempo hábil, a substituição da ferramenta pode ser iniciada precocemente em aplicações manuais, semiautônomas ou totalmente autônomas, garantindo assim a qualidade do trabalho ou evitando mais danos. Embora o sistema seja essencial para veículos autônomos, também pode ser utilizado em tratores convencionais.

A análise da ferramenta é efetuada durante o processo de curva na cabeceira, com a ajuda de imagens de câmeras nos implementos, processadas por algoritmo de inteligência artificial. Com o sistema, é possível detectar desgastes e eventuais perdas de ferramenta, além de prever o momento adequado para a reposição de uma peça. O usuário recebe alertas através de uma interface que se assemelha a um semáforo: sinal vermelho indica perda de relhas; amarelo aponta para relhas danificadas ou gastas; e verde mostra relhas em perfeito estado.

O monitoramento automatizado e independente das ferramentas de trabalho permite indicações antecipadas da necessidade de substituição de peças de desgaste, bem como a detecção preventiva de danos e, portanto, representa um importante desenvolvimento adicional para a autonomização dos processos de trabalho.


Fabricante: Precision Planting LLC

Pavilhão/Estande: 20 / B39

Produto: Radicle Agronomics

Justificativa:

Dados de solo confiáveis, georreferenciados e atualizados são fundamentais para a implementação da agricultura de precisão. Isso levou a um aumento contínuo na variedade de scanners de solo com diferentes métodos de medição nos últimos anos. Em geral, esses sistemas identificam os respectivos parâmetros do solo de forma relativa, com resultados às vezes muito dispersos. Não menos importante, por esse motivo, uma análise química direta do solo úmido ainda é indispensável, mesmo que seja apenas para calibrar os métodos de scanner, drone ou dados de satélite. Um método de laboratório padronizado e econômico que permita um grande número de amostras por hectare proporcionaria um impulso à agricultura de precisão.  Ao mesmo tempo, os agricultores ou produtores vegetais se tornariam mais conscientes da importância do solo no processo de produção de culturas, melhorando assim de forma sustentável o conhecimento sobre essa importante base de produção.

A Radicle Agronomics oferece um sistema que combina planejamento, coleta de amostras, análise e toda a logística da análise de solo.  A preparação de rótulos e a etiquetagem de sacos de solo não são mais necessárias. Tudo acontece de forma automática no campo, enquanto a GeoPress abastece os GeoTubes com o solo coletado. Com a tecnologia RFID, cada recipiente de amostra, chamado de Tube, é etiquetado com suas coordenadas e os dados necessários para o processamento posterior no laboratório. O laboratório de solo Radicle Lab, que faz parte do sistema, realiza todo o trabalho necessário, como calibração, preparação, análise e relatório, de forma totalmente automática em poucos minutos em uma sala de 3m2. Somente os “Tubes” precisam ser colocados manualmente em uma prateleira.  O software integra a amostragem, o mapeamento e a análise em uma única plataforma.  Para o planejamento de pontos de amostragem específicos do local, a plataforma pode processar arquivos shapefile, e a exportação dos valores de análise é feita em formato shp ou csv e em relatório final em PDF.

Com o Radicle Agronomics, o processo de amostragem do solo para agricultura de precisão foi aperfeiçoado de forma decisiva. O sistema fornece ao agricultor resultados de amostragem do solo de forma simples, rápida, segura e precisa, permitindo que ele tome decisões rápidas e bem-informadas.


Fabricante: AgXeed B.V. em cooperação com CLAAS KGaA mbH

Pavilhão/Estande: 9 / F30

Equipamento: 3A – Automatização e Autonomia Avançadas

Justificativa:

Robôs agrícolas trabalham, na maior parte das vezes, em sistemas fechados com possibilidades limitadas de aplicação e sem opções de combinação com outros veículos e acessórios. Além disso, existem apenas algumas soluções para monitorar a qualidade do processo. O uso de robôs de campo autônomos, por exemplo, para o cultivo do solo, só é eficaz se eles forem capazes de detectar e, na melhor das hipóteses, eliminar problemas de funcionamento no equipamento de cultivo, como bloqueios ou perdas de relhas.

O software de planejamento e execução “3A – Advanced Automation and Autonomy” foi desenvolvido para ser usado no controle de robôs que trabalham em conjunto com tratores e implementos. Ele é capaz de detectar falhas na combinação trator-reboque e, quando viável, corrigi-las de forma autônoma. O sistema utiliza sensores para identificar situações como bloqueios, perda de uma relha ou verificar se o rolo embalador opera na velocidade adequada e a eficácia da proteção contra sobrecargas. Além disso, o 3A é um sistema com interfaces abertas que permite o planejamento antecipado para otimizar o processo de trabalho no campo, como, por exemplo, rotas e configurações de implementos. Dessa forma, abre-se o que era até então um sistema fechado de robô de campo autônomo. Com a AgXeed Box do sistema A3, tratores e implementos tradicionais poderão ser integrados, pela primeira vez, ao processo de planejamento e execução autônoma por meio de uma interface ISOBUS. Os implementos também podem interagir com robôs e tratores por meio dessa interface, otimizando o processo.

Já existem soluções testadas na prática: na lavoura, todo o processo de planejamento e execução foi implementado na rede 3A com o Amazone Autotill e o Claas Autonomy connect. As operações são executadas pelas máquinas de forma precisa, seguindo fielmente o que foi previamente planejado pelo agrônomo. Além da otimização abrangente da rota, o planejamento também leva em consideração uma configuração de funcionamento ideal do implemento. Isso reduz drasticamente os erros de operação e outros contratempos. Esse planejamento inicial forma a premissa para facilitar o trabalho nos anos seguintes, uma vez que são necessários apenas ajustes sazonais.

O sistema 3A da AgXeed representa, portanto, um avanço importante na digitalização da agricultura rumo à utilização de robôs de campo autônomos.

Translate »