Janeiro 29, 2022

Agricultura Internacional

Imprensa especializada do setor agrário

Novas variedades vão ganhando terreno

1 min read

Em Portugal hoje contabilizam-se perto de três mil hectares de kiwi plantados que significam uma produção na ordem das 34 mil toneladas (GlobalAgrimar – 2018).

Uma percentagem significativa dessa produção segue para países como Espanha, França, Cabo Verde, Itália e Angola. Os últimos dados disponíveis no GPP (atualizados em setembro de 2020) apontam para que tenham sido exportadas 17 967 toneladas de kiwi, traduzidas em 21 22 milhões de euros, com o preço médio da exportação na ordem dos 1,18 euros.

Mas, apesar de não ser um fruto de consumo massivo entre os portugueses, está associado a hábitos de vida saudáveis e é também aqui que entra a marca “Kiwis de Portugal”, projeto da Associação Portuguesa de Kiwicultores (APK) nas redes sociais, para esclarecer os consumidores nacionais sobre a época de produção e como consumir o kiwi verde.

Além do tradicional kiwi verde tem havido investimento por parte da produção em novas variedades, nomeadamente kiwi de polpa amarela, vermelha ou o Arguta/baby, este último comercializado como um pequeno fruto. Segundo a APK são variedades recentes e por isso ainda desconhecidas da grande maioria dos consumidores.

Foi precisamente por se tratar de uma novidade que tanto Joana Pereira como Fernando Dias apostaram no baby kiwi (A. Arguta), uma espécie do género Actinídea, cujos frutos estão suspensos em cachos na planta (…).

 → Adquira o artigo completo e outros exclusivos na Revista Voz do Campo.

Translate »