Março 2, 2024

Agricultura Internacional

Imprensa especializada do Setor Agrário

Exportação espanhola de frutas e legumes começa 2023 com queda de 9%, enquanto importações aumentam 13%

A exportação espanhola de frutas e legumes em janeiro de 2023 diminuiu 9% em relação ao mesmo mês de 2022, totalizando 1,1 milhão de toneladas, enquanto as importações cresceram 13%, totalizando 309.626 toneladas. O valor aumentou em ambos os casos; mas enquanto as exportações cresceram 7,5%, o valor das importações cresceu 20,5%.

Em janeiro de 2023 em relação a janeiro de 2022, o volume exportado de hortaliças caiu 8%, situando-se em 610.492 toneladas e o de frutas 11%, totalizando 538.309 toneladas, segundo os últimos dados atualizados do Departamento de Alfândega e Imposto de Renda. Agência, processado pela FEPEX.

Ao mesmo tempo, o valor das vendas de frutas e legumes cresceu 7,5% no conjunto do setor, situando-se em 1.646 milhões de euros. O valor das exportações de hortícolas subiu 5%, totalizando 921 milhões de euros e o das frutas aumentou 10%, totalizando 725 milhões de euros.

Relativamente à importação espanhola de frutas e legumes frescos, em janeiro cresceu 13% face ao mesmo mês de 2022, totalizando 309.626 toneladas, das quais 165.876 toneladas corresponderam a legumes (+12%) e 143.750 toneladas a frutas (+14%).

O valor das importações espanholas de frutas e legumes cresceu 20,5%, totalizando 310 milhões de euros, dos quais 113 milhões de euros corresponderam a legumes (+17%) e 197 milhões de euros a frutas (+22%).

O forte e continuado crescimento das importações de frutas e hortaliças deve-se, segundo a FEPEX, e em grande parte, a um quadro regulatório que desestimula a atividade produtiva e favorece as importações.

Translate »