Março 5, 2024

Agricultura Internacional

Imprensa especializada do Setor Agrário

Grupo Fertiberia fornece à Marks & Spencer adubo verde

Grupo Fertiberia fornece adubo verde Impact Zero, produzido a partir da fábrica de Alverca, à britânica Marks & Spencer para reduzir pegada de carbono das suas 27 explorações leiteiras

As soluções de nutrição vegetal Impact Zero da Fertiberia são as primeiras no mundo a serem produzidas com hidrogénio verde.

Com o intuito de avançar para a descarbonização do setor agroalimentar a nível mundial, o Grupo Fertiberia, empresa da qual a portuguesa ADP faz parte, forneceu à Marks & Spencer (M&S) fertilizantes verdes Impact Zero, com o objetivo de reduzir a pegada de carbono das 27 explorações leiteiras que a cadeia britânica possui em Inglaterra e no País de Gales. A distribuição no Reino Unido destas soluções de nutrição vegetal, as primeiras no mundo a serem produzidas com hidrogénio verde, será assegurada pela Bartholomews Agrifood, que irá garantir que as explorações da M&S sejam pioneiras a adotar esta tecnologia a partir da primavera de 2024.

A linha Impact Zero da Fertiberia marca uma nova etapa na produção de soluções de nutrição vegetal sem emissões, fabricadas com a tecnologia mais inovadora, a maior eficiência ambiental e de forma totalmente sustentável graças à substituição do gás natural por fontes de energia renováveis, que garantem o abastecimento independente e evitam a dependência externa.

“A descarbonização da cadeia alimentar requer a cooperação entre todos os elos da cadeia e esta aliança mostra o caminho a seguir. A Fertiberia traz soluções de nutrição vegetal Impact Zero e o conhecimento do departamento de I&D&i; a Bartholomews canaliza e garante a melhor aplicação destas soluções graças ao seu vasto conhecimento dos agricultores e criadores de gado do Reino Unido, e a M&S lidera a iniciativa de levar alimentos que reduzem drasticamente as emissões ao consumidor final, que exige cada vez mais produtos que respeitem plenamente o ambiente”, afirma Javier Goñi, CEO do Grupo Fertiberia.

A gama Impact Zero que a M&S irá utilizar (Nergetic da Fertiberia TECH) melhora a eficiência da utilização do azoto em 22% em relação aos fertilizantes convencionais, o que leva à diminuição da quantidade de produto utilizado, bem como das perdas por lixiviação. Além disso, o seu verdadeiro valor diferencial vem da forma única como é fabricado, uma vez que utiliza hidrogénio verde em vez de gás natural, o que leva à redução de até três toneladas de emissões de CO2 por tonelada de amoníaco.

“A M&S estabeleceu para si objetivos importantes para reduzir a sua pegada de carbono e alcançar zero emissões em toda a sua cadeia de valor até 2040. 72% das emissões da M&S Food provêm da agricultura e cerca de metade destas provêm da pecuária, principalmente dos ruminantes. Neste sentido, é essencial que trabalhemos com os nossos agricultores para levarmos a cabo uma mudança significativa. Acreditamos que a utilização destes fertilizantes irá permitir aos nossos agricultores manter a produtividade, ao mesmo tempo que desempenham um papel vital na descarbonização da produção de leite, e estamos muito satisfeitos por termos chegado a este acordo”, refere Steve McLean, Diretor de Agricultura e Pescas da M&S.

“Com a população mundial a crescer de forma constante, num contexto de diminuição da terra produtiva disponível, a agricultura enfrenta o desafio de se tornar cada vez mais eficiente. Este desafio tem de ser enfrentado de forma sustentável, e a gama Impact Zero é a solução de nutrição vegetal que o mundo merece”, comenta Gary Herman, CEO da Bartholomews.

Translate »