Junho 22, 2024

Agricultura Internacional

Imprensa especializada do Setor Agrário

Nova tecnologia para eliminar aromas indesejáveis durante a vinificação

Foi desenvolvida e testada uma nova “superfície inteligente” capaz de eliminar os odores sulfurados indesejáveis do vinho, representando um avanço no mundo da enologia.

Desenvolvida por investigadores do Australian Wine Research Institute (AWRI) e da Universidade de Flinders, esta tecnologia consiste na aplicação de uma camada fina de polímero de plasma numa superfície e da imobilização nessa superfície de nanopartículas que, durante o tratamento, se ligam aos compostos sulfurados presentes no vinho.

Os ensaios realizados com este novo material, recentemente publicados na revista npj Science of Food, removeram até 45% do sulfureto de hidrogénio livre no vinho, removendo, também, eficazmente compostos de enxofre mais complexos, como o metanotiol.

“A vantagem mais interessante desta nova abordagem é o facto de ser facilmente implementável e recuperável. O processo consiste essencialmente numa única fase em que a superfície inteligente é adicionada diretamente ao vinho e depois removida após um determinado período”, afirma Mierczynska-Vasilev, investigadora do AWRI e principal autora desta investigação.

Uma vez que as superfícies de nanoengenharia desenvolvidas são independentes do substrato utilizado, existe a possibilidade de aplicar estas superfícies a diferentes equipamentos utilizados em enologia, tais como dispositivos de filtração ou de arejamento, decanters, materiais de embalagem ou vedantes.

Os compostos sulfurados voláteis (CSV) são um grupo de compostos que contribuem significativamente para o aroma do vinho. Alguns contribuem com caracteres varietais positivos, outros estão associados a aromas negativos “redutores”, como “ovo podre”, “borracha”. A gestão destes aromas indesejáveis representa um custo importante para a indústria vitivinícola.

A nova superfície inteligente demonstrou trazer muito mais vantagens do que o tratamento tradicional com sulfato de cobre, utilizado para evitar compostos de enxofre voláteis indesejáveis. Além disso, ao contrário do sulfato de cobre, este não apresenta efeitos negativos no perfil organolético do vinho.

Atualmente, estão a ser desenvolvidas diferentes superfícies inteligentes para aplicação em diversos equipamentos de adega.

Artigo de referência:
Mierczynska-Vasilev, A.M., Kulcsar, A.C., Dabare, P.R.L.  et al.;Surface nanoengineering technology for the removal of sulfur compounds associated with negative attributes in wines.npj Sci Food, 5 (2023). https://doi.org/10.1038/s41538-023-00180-8

Translate »