Abril 20, 2024

Agricultura Internacional

Imprensa especializada do Setor Agrário

Feira de Valladolid celebra Agrovid e SIEB, eventos dedicados à viticultura, de 5 a 7 de março

⇒ Conferências e mesas redondas sobre produção, legislação, sustentabilidade, proteção do solo e das culturas, etc.

De 5 a 7 de março, a Feria de Valladolid realizará duas novas edições do Agrovid e do SIEB, Salão Ibérico de Equipamentos Vinícolas, dois eventos dedicados à viticultura nos quais participam cerca de 150 empresas fabricantes, importadoras e distribuidoras de máquinas, equipamentos e serviços para o cultivo de a vinha e as diferentes fases de trabalho na adega, desde a receção das uvas ao engarrafamento, rotulagem ou armazenamento.

A viticultura enfrenta importantes desafios futuros que afectam tanto a vinha como a adega: sustentabilidade, impacto climático, inovação tecnológica, mudança geracional, competitividade, etc. “A participação na Agrovid e no SIEB pode ajudar os viticultores a encontrar respostas para questões como a poupança de água, a redução do uso de pesticidas ou a adaptação às exigências dos novos consumidores”, afirmou o diretor geral da Feria de Valladolid, Alberto Alonso.

Viveiros, laboratórios, produtos fitossanitários, sistemas de irrigação, máquinas, tanques, rótulos, tanoarias… são alguns dos conteúdos que serão exibidos na Agrovid e no SIEB na próxima semana, em datas diferentes das habituais para ambos os eventos devido à celebração na Feira de Valladolid da gala dos Prémios Goya da Academia de Cinema.

Uma exposição de 11.000 metros quadrados

Agrovid e SIEB ocuparão uma área de 11 mil metros quadrados, distribuídos nos pavilhões 2 e 3. O catálogo de propostas que os visitantes encontrarão vai desde tratores até analisadores de vinho.

Nestas feiras, os visitantes conhecerão fabricantes, distribuidores e importadores de todo o tipo de máquinas, equipamentos e soluções para as fases de trabalho na vinha. São empresas sediadas em Portugal, França, Bélgica e nas comunidades autónomas espanholas de La Rioja, País Basco, Navarra, Aragão, Catalunha, Comunitat Valenciana, Andaluzia, Castela-La Mancha, Castela e Leão, Madrid.

A Agrovid incorpora mais uma vez um espaço de viticultura 4.0, Agrotecnológica, em colaboração com a Itacyl, voltado para empresas que oferecem serviços como sensoriamento remoto, sensores, mapeamento, etc.

Agrovid e SIEB têm vocação ibérica. A relevância do mercado português é inquestionável e a Feria de Valladolid está empenhada em fazer de ambas as exposições feiras de referência também para os viticultores portugueses.

De facto, boa parte dos 6.000 profissionais que visitaram ambas as mostras em 2022 vieram das diferentes zonas vitivinícolas portuguesas. O mapa das províncias espanholas incluía todas as comunidades autónomas, peninsulares e insulares.

Equipamento de vinícola

A ligação entre vinha e adega também se mantém na Feria de Valladolid e de 5 a 7 de março terá lugar a segunda edição do SIEB, um salão criado para responder às exigências de equipamentos dos viticultores.

O perfil das empresas expositoras inclui fabricantes, distribuidores e importadores de máquinas de processo, instrumentação, etc. Equipamentos de receção de uva, prensagem, controlo de qualidade, refrigeração, tanoaria, válvulas, rótulos, mangueiras, sistemas de filtragem, tampas, tanques, sistemas de embalagem, energia solar, linhas de engarrafamento, etc.

Tal como na Agrovid, o mercado português tem grande relevância no SIEB e os fabricantes, distribuidores e importadores das marcas participantes também vão a estas adegas.

Programa de conferência técnica

No seu programa de conferências técnicas, a Agrovid abordará temas como os requisitos ambientais exigidos para a produção, a legislação comunitária, a digitalização, os recursos genéticos para a produção, a sustentabilidade, a protecção dos solos, a sobrevivência das denominações de origem, etc.

Nos dias 5, 6 e 7 de março serão realizadas mesas redondas e conferências com profissionais das áreas da investigação, ensino, negócios e legislação que analisarão sob diferentes pontos de vista os desafios enfrentados pelos viticultores.

O programa técnico da Agrovid é coordenado pelo Colégio Oficial de Engenheiros Agrônomos de Castela e Leão e Cantábria (COIACLC). “Acreditamos que os temas que serão discutidos são de interesse dos viticultores, aqui vamos ouvir vozes de especialistas no assunto e poderemos estabelecer diálogos que sem dúvida serão enriquecedores”, explicou Ignacio Mucientes, reitor do COIACLC.

O SIEB também possui um programa de conferências técnicas onde discutirão, entre outros assuntos, sustentabilidade e eficiência, projetos inovadores de I&D, tendências na vinificação, vinhos sem álcool, gestão de oxigénio na adega, etc.

Mais informação:

www.feriavalladolid.com/agrovid

www.feriavalladolid.com/sieb

Translate »