Julho 31, 2021

Agricultura Internacional

Imprensa especializada do setor agrário

Bélgica declara-se livre de PSA

2 min read

No dia 19 de dezembro, por ocasião do Comité Permanente da CE, na secção de sanidade animal, a Bélgica foi declarada como país livre à Peste Suína Africana, passando a ser o segundo país da UE, conjuntamente com a República Checa, a conseguir erradicar a doença no seu território.

A declaração chega depois de mais de 12 meses sem declarar focos de PSA em cadáveres de javalis.

Desde setembro de 2018 até ao momento presente foram analisados na zona afetada um total de 5.141 javalis, doa quais se obtiveram resultados positivos por PCR em 833 casos, sendo o último detetado em agosto de 2019, pelo que passou mais de um ano desde então. Desde agosto de 2019 foram detetados mais 6 positivos por PCR, mas em restos de cadáveres (pele e ossos) que se estima que os animais tenham morrido 6 meses antes da análise, em março de 2020.

As autoridades belgas anunciaram que para garantir um processo de normalização mais seguro e progressivo manterão até final de março de 2022 certas medidas na zona afetada, como a vigilância reforçada com análises obrigatórias de todos os javalis encontrados mortos e caçados, a manutenção de cercas, assim como os trabalhos de buscas de cadáveres de javalis. A partir de abril de 2021 manter-se-ão medidas de vigilância na zona afetada e definir-se-á uma zona de observação circundante da mesma onde se manterá uma vigilância reforçada.

Na zona afetada estima-se que existam 150 javalis, numa densidade de 0,2 javalis / km2. Os trabalhos para redução de densidades mantêm-se em todo o país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Translate »