Janeiro 29, 2022

Agricultura Internacional

Imprensa especializada do setor agrário

VALGENETICS. Biotecnologia ao serviço da AGRICULTURA

3 min read

Nos seus mais de oito anos de trajetória empresarial, a ValGenetics continua a colocar o seu conhecimento e longa trajetória como especialista em pequenos frutos ao alcance dos diferentes protagonistas que compõem o setor agroalimentar.

Foi através do Programa NEOTEC, que tem como objetivo financiar o desenvolvimento de novos projetos a partir de atividades de investigação, que foi possível oferecer ao setor agroalimentar a metodologia de diagnóstico e produção vegetal de planta mãe de morangueiro 100% sã.

A ValGenetics conta com uma equipa totalmente especializada no mundo vegetal, tratando cada projeto ou serviço de forma personalizada e com o rigor científico e praticidade exigidos em tempos de máxima urgência e competitividade. Uma equipa que centra os seus esforços, experiência e conhecimentos multidisciplinares nas áreas da fitopatologia, genética vegetal, fisiologia vegetal, genética microbiana e cultura in vitro de plantas. Assim é possível à empresa oferecer projetos integrais de I + D + i de primeiro nível em biotecnologia vegetal, concebidos sob medida para atender às necessidades e desafios de cada um dos seus clientes. Uma equipa científica composta por seis doutorados, que conta com biólogos, bioquímicos, agrónomos e engenheiros bioinformáticos, com vasta bagagem no setor e que subscrevem um dos lemas da empresa de biotecnologia: “ValGenetics, experts em vida vegetal”.

Num primeiro ano com a firme intenção de se afirmar como laboratório de biotecnologia de referência no mercado português de pequenos frutos, e através da sua técnica-comercial Adriana M. Lana, a ValGenetics conseguiu:

. Atender às necessidades do setor dos pequenos frutos por meio da deteção e identificação de pragas e doenças através de diversas estratégias fitopatológicas.

. Desenvolver técnicas moleculares para detetar novos patógenos que afetam os pequenos frutos, como Raspberry leaf blotch virus, Blueberry mosaic associated vírus, Aphelenchoides fragariae, A. besseyi, A. ritzemabosi y Podosphaera aphanis, entre outros.

. Realizar estudos de microbiota de solos agrícolas para o cultivo de pequenos frutos e outras espécies vegetais.

. Facilitar, através de marcadores moleculares, a possibilidade de rastrear e diferenciar variedades em morango, framboesa, mirtilo e amora.

. Apoiar o desenvolvimento de programas de melhoramento de plantas utilizando diversas ferramentas biotecnológicas.

. Oferecer clones saudáveis por meio de técnicas de cultivo in vitro associadas a um controlo rigoroso por meio de análises fitopatológicas de todo o material vegetal produzido.

Em 2022, a ValGenetics pretende consolidar os serviços que presta atualmente e concretizar em Portugal os seus novos desenvolvimentos científicos, que assentam em:

. Sequenciamento de vírus usando “deep sequencing”.

. Análise para detecção de fitoplasmas por sequenciamento parcial.

. Estação de quarentena para introdução na Europa de material vegetal de países terceiros.

. Sequenciamento por NGS de variedades vegetais.

. Desenvolvimento de SNP’S em diferentes espécies de plantas.

. Implementação de técnicas de sequenciação nos processos de análise fitopatológica para validação do material higienizado.

. Análises fenómicas, metabolómicas e transcriptómicas para um melhor conhecimento das plantas antes que ocorram situações bióticas e abióticas.

A facilidade para o envio de amostras, aliada ao tratamento personalizado e direto da equipa técnico-comercial, permite que o setor dos pequenos frutos em Portugal disponha de laboratórios e pessoal de investigação próprios, através dos serviços prestados pela ValGenetics localizada no Parque Científico da Universidade de Valência. Divulgar e oferecer a cada produtor de pequenos frutos em Portugal os novos desenvolvimentos biotecnológicos da empresa é o objetivo claro neste novo ano, de forma a oferecer soluções personalizadas e adequadas, contribuindo para o aumento da produtividade e competitividade do setor dos pequenos frutos.

Artigo completo na Revista Voz do Campo.

Translate »