Maio 23, 2022

Agricultura Internacional

Imprensa especializada do setor agrário

Fertilização orgânica: a melhor opção

2 min read

A agricultura sustentável é um modo de produção que respeita o meio ambiente, e que também assegura uma redução de custos e um aumento da produtividade.

Desta forma, a palavra sustentabilidade deve ser observada na sua multiplicidade, como um sistema, um tríplice económico, ambiental e social.

O fator económico é muito importante na agricultura, uma vez que esta tem de ser uma fonte de rendimento e, muitas vezes, os custos de produção são muito elevados, não chegando, em algumas situações, os ganhos para cobrir os custos.

Adicionalmente, esta questão torna-se ainda mais pertinente, com o enorme aumento dos preços dos adubos inorgânicos nos últimos meses.

O fator ambiental prende-se essencialmente com reconhecer e identificar limitações e recursos, conceber estratégias para desenvolver os recursos, reduzindo problemas e superando limitações. Desta forma, o recurso solo e também as estratégias de fertilização devem ser otimizadas.

O solo é normalmente a base da prática agrícola e tem sido muitas vezes descurado ao longo do tempo, com práticas culturais desfavoráveis.

É possível obter rentabilidade económica e ter práticas que melhoram a sustentabilidade dos solos.

As reduções das adubações praticadas também são um fator de extrema importância, uma vez que a Comissão Europeia está a planear reduções significativas na utilização de fertilizantes como parte integrante da estratégia da UE para a Biodiversidade até 2030.

Tradicionalmente a adubação é muitas vezes realizada de forma aleatória ou com base numa prescrição generalizada.

As fertilizações devem ser efetuadas de forma mais precisa e detalhada, avaliando-se as condições e necessidades dos solos bem como das culturas em questão, com recurso a um diagnóstico da fertilidade do solo e do estado nutricional da cultura, ou seja, com recurso a análises de solo e foliares.

Uma maior ponderação na adubação a realizar, com a execução de um plano de fertilização específico e ajustado à realidade de cada cultura e solo, conduz a uma otimização da produtividade.

Para além desta, a opção por adubos orgânicos e que possam melhorar as características físicas, químicas e biológicas do solo é igualmente importante.

Este é o momento para se ponderarem todos estes fatores e de se iniciar uma adubação mais sustentada, orgânica e consciente e consequentemente mais produtiva e rentável (…).

→ Leia o artigo completo na edição de fevereiro de 2022.

Fitolivos tem à sua disposição um conjunto de produtos para um esquema de fertilização orgânica que permite melhorar as condições do solo, bem como realizar uma fertilização mais sustentável e equilibrada. Todos estes produtos podem ser utilizados em Modo de Produção Biológico.

Autoria: Fitolivos

Translate »