Maio 23, 2022

Agricultura Internacional

Imprensa especializada do setor agrário

Matérias-primas. Papel de Rússia e Ucrânia no mercado global faz disparar preços

2 min read

As consequências da ofensiva militar russa à Ucrânia estão a espelhar-se nos preços dos produtos, em consequência da crise de fornecimento global. Desde os combustíveis, ao trigo, milho, e alguns metais e fertilizantes, estão a registar-se aumentos nos preços que chegam a ser históricos. Tal quadro explica-se pelo facto de a Rússia e a Ucrânia serem dos maiores produtores mundiais de matérias-primas.

A invasão russa da Ucrânia desencadeou uma crise na rede de fornecimento global e, consequentemente, um aumento acentuado do preço das matérias-primas. A falta de trigo e milho, provocada pela guerra, está a fazer subir os preços dos bens alimentares mais básicos, como o pão, o leite ou a carne – atingindo máximos históricos ou valores que não eram vistos há décadas.

“Estamos a testemunhar movimentos históricos. A comunidade internacional está a cortar uma importante linha de fornecimento de energia, metais e produtos agrícolas”, disse Olan Hansen, chefe de commodities do dinamarquês Saxo Bank, ao jornal espanhol.

Estes aumentos são explicados pelo facto de a Rússia e a Ucrânia serem dos maiores produtores mundiais de matérias-primas.

Os dois países controlam mais de um quarto do comércio internacional de trigo, quase um quinto do milho, e juntos controlam 52% do óleo de girassol do mundo, usado no processamento de alimentos.

Desta forma, quando a Rússia invadiu a Ucrânia, os preços de trigo no mercado de Chicago (o mercado de referência) ultrapassaram os máximos históricos alcançados em 2008. Enquanto isso, os preços do milho e da soja atingiram os valores  mais altos desde 2012.

Portugal, por exemplo, importa 90 por cento do trigo que utiliza para fabricar pão. Com a guerra, o abastecimento de trigo foi posto em causa e o preço do pão aumentou. Só na semana passada, o trigo aumentou 40 euros por tonelada. A maior parte do milho que chega a Portugal também é proveniente da Ucrânia. Com a sua escassez, é muito provável que os preços aumentem, nomeadamente na carne, leite e no peixe.

Escassez de fertilizantes e aumento do preço dos metais

Para além da escassez de cereais e do aumento dos combustíveis, os agricultores enfrentam ainda uma escassez de fertilizantes. A Rússia é o principal exportador de ureia e o segundo de potássio. Juntamente com a Bielorrússia, país aliado do Kremlin, Moscovo é responsável por 40 por cento do mercado de potássio, um dos fertilizantes mais utilizados na agricultura.

Translate »