Dezembro 8, 2022

Agricultura Internacional

Imprensa especializada do Setor Agrário

Seminário Online dedicado à Pecuária Extensiva, Biodiversidade e Alterações climáticas

Pecuária Extensiva, Biodiversidade e Alterações climáticas em discussão: Seminário online com membros da Comissão Europeia e do Parlamento Europeu

Que desafios e oportunidades existem para que a pecuária extensiva continue a contribuir para a biodiversidade e soberania alimentar, no sul da Europa? Como pode esta prática estar melhor adaptada às alterações climáticas? De que forma contribui para a mitigação? Estas são algumas das questões que vão guiar o seminário online, que decorre no dia 29 de novembro, das 9:00 às 12:00, organizado no âmbito do projeto LIFE LiveAdapt.

●  29 de novembro 2022, das 9:00 às 12:00

●  Seminário online de participação gratuita e inscrição obrigatória

Com o título “Pecuária Extensiva: Desafios e Contributos para a biodiversidade e adaptação às alterações climáticas”, o seminário online será uma oportunidade de escutar dois membros do Parlamento Europeu, Isabel Carvalhais (PT) e Maria Eugenia Palop (ES), sobre os seus esforços para o reconhecimento da pecuária extensiva enquanto motor de desenvolvimento rural. Serão apresentados os resultados do projeto LiveAdapt e, com a presença de dois representantes da Comissão Europeia, das Direções-Gerais de Clima e da Agricultura, será discutido o papel da pecuária extensiva no cumprimento das metas europeias para a Biodiversidade, Clima e para a estratégia do Prado ao Prato.

O seminário é organizado pela Associação de Defesa do Património de Mértola (ADPM), no âmbito do projeto LIFE LiveAdapt, financiado pelo programa LIFE da União Europeia. O evento vai decorrer na plataforma ZOOM, em inglês, a participação é gratuita mas a inscrição é obrigatória, através do formulário em: https://bit.ly/extensivelivestockseminar.

Os sistemas pecuários de produção extensivas contribuem para a sustentabilidade e qualidade ambiental de muitos habitats na Europa, promovendo a biodiversidade, respeitando o bem-estar animal, conservando a paisagem e o património cultural.

São também uma ferramenta na mitigação dos efeitos das alterações climáticas, através do importante papel que as pastagens desempenham no sequestro de carbono, tanto na vegetação como no solo, quando o pastoreio é gerido de forma adequada.

Apoiar estes sistemas de produção, tem um contributo direto na segurança e soberania alimentar, já que permite a criação de produtos de elevada qualidade, com uma baixa utilização de insumos externos ao território, e tem um papel fundamental na revitalização económica das zonas rurais.

Durante quatro anos, o projeto LiveAdapt, financiado pelo programa LIFE da União Europeia, trabalhou para a valorização dos produtos de pecuária extensiva e testou ferramentas inovadoras para a sua adaptação às alterações climáticas, em áreas-piloto de Portugal e Espanha.

Translate »