Dezembro 6, 2023

Agricultura Internacional

Imprensa especializada do Setor Agrário

Plano de desenvolvimento do cultivo de proteaginosas para o início de 2023

Bruxelas prepara um plano de desenvolvimento do cultivo de proteaginosas para o início de 2023

Comissão Europeia “apresentará no primeiro trimestre do próximo ano” uma nova Comunicação sobre o desenvolvimento do cultivo de proteaginosas na União Europeia, de acordo com o Comissário da Agricultura, Janusz Wojciechowski .

Muitos deles apelaram a uma estratégia nesta área como um contributo para o plano de redução da dependência da UE das importações de fertilizantes.

O comissário não avançou com nenhuma ideia concreta e limitou-se a recordar que, no quadro da nova PAC, as proteaginosas podem receber apoios através de eco-regimes e pagamentos associados.

O comissário lembrou que as proteaginosas podem receber apoio através de eco-regimes e pagamentos associados

Em março passado, cerca de vinte Estados-Membros já pediram a Bruxelas que preparasse um plano para estas culturas.

Em 2018, a Comissão Europeia anunciou a intenção de lançar um plano de proteínas (o quinto em trinta anos), mas acabou por recuar considerando, após uma análise, que os Estados-Membros já dispunham de todos os instrumentos para promover a produção, principalmente no quadro da PAC.

Reduzir a dependência de ração animal proteica importada é mais relevante agora do que nunca

Coincidindo com a celebração do Conselho Agrícola, a Comissão Europeia publicou o seu balanço anual de produção e consumo de proteínas vegetais, que mostra que a autossuficiência da UE em fontes proteicas se manterá nos 77% este ano, apesar da menor disponibilidade de milho devido à seca de verão.

Segundo Bruxelas, o desenvolvimento do cultivo de proteaginosas e, em geral, a redução da dependência de rações proteicas importadas para o gado é mais relevante agora do que nunca, no contexto da guerra na Ucrânia e com os preços das rações disparados.

Translate »