Janeiro 30, 2023

Agricultura Internacional

Imprensa especializada do Setor Agrário

Uma técnica milenar que consiste em semear misturas de espécies de cereais (maslins), que podem conter arroz, milhete, trigo, centeio, cevada, triticale (mistura de trigo e centeio) e muito mais, tem a capacidade única de se adaptar em tempo real ao clima, que é cada vez mais imprevisível e extremo, consequência das alterações climáticas.

Uma pesquisa, financiada por uma bolsa do Cornell Atkinson Center for Sustainability, que combina trabalhos anteriores de agronomia, etnografia, arqueologia, história e ecologia, onde o cientista ambiental da Universidade de Cornell, Professor Morgan Ruelle mostra que os maslins – de uma palavra latina para “misto” – são usados há mais de 3.000 anos e em pelo menos 27 países, do norte da África à Europa e Ásia e posteriormente à América do Norte. Maslins selvagens podem até ter dado origem à agricultura. 

O conhecimento que foi partilhado com Ruelle, por agricultores de uma exploração agrícola em Amhara, levou a um artigo de Cornell onde se sugere que os maslins, que alimentam os humanos há milénios, mas agora estão amplamente esquecidos, têm a capacidade única de se adaptar em tempo real ao clima cada vez mais imprevisível e extremo causado por das Alterações Climáticas.

Leia a notícia completa aqui.

Translate »