Setembro 30, 2022

Agricultura Internacional

Imprensa especializada do setor agrário

Febre aftosa obriga Botsuana a suspender exportação de carne bovina para a UE

1 min read

Importante exportador de carne bovina para a União Europeia, prevê abater quase 10 mil bovinos para tentar conter um surto de febre aftosa.

O Botsuana, um importante exportador de carne bovina para a União Europeia, prevê abater quase 10 mil bovinos para tentar conter um surto de febre aftosa, anunciou esta segunda-feira o vice-ministro da Agricultura.

“O número de bovinos infetados está a aumentar constantemente”, argumentou o vice-ministro da Agricultura, Molebatsi Molebatsi, à agência francesa de notícias, a France-Presse (AFP), dando conta da decisão do abate de 9.757 cabeças de gado.

O primeiro grande surto em dois anos forçou este país da África Austral a suspender todas as exportações de carne de bovino em 24 de agosto, das quais cerca de metade, equivalente a 9 mil toneladas por ano, têm como destino a União Europeia.

A febre aftosa é uma doença viral grave e altamente contagiosa do gado.

O Botsuana tem um acordo com a União Europeia que permite a exportação para território europeu com isenção de taxas alfandegárias e exclui o mecanismo de quotas, segundo a AFP.

Translate »